cineso

CINESIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

Cinesioterapia Respiratória, também conhecida como Fisioterapia Respiratória é uma das nossas intervenções na área da Fisioterapia, que utiliza estratégias, meios e técnicas de tratamento não invasivas, que têm como objectivo a optimização do transporte de oxigénio, contribuindo assim para prevenir, reverter ou minimizar disfunções a esse nível, promovendo a máxima funcionalidade e qualidade de vida dos utentes.

Para atingirmos os nossos objectivos, utilizamos técnicas manuais e/ou instrumentais, o exercício, o posicionamento, a educação e o aconselhamento. A nossa intervenção junto dos utentes (adultos ou crianças) com disfunção respiratória aguda, crónica ou crónica agudizada requer um nível de experiência que só pode ser atingido com a prática continuada, um conhecimento atualizado, uma avaliação constante dos resultados e uma atitude crítica e reflexiva sobre a nossa prática clínica.

Ao longo da nossa atuação distinguem-se condições patológicas obstrutivas como: asma, enfisema pulmonar, bronquiectasias; ou restritivas como: fibrose cística, sarcoidose, pneumotórax, derrame pleural, escoliose; entre outras.

Boas Práticas

Tórax

Deve procurar-se manter o tórax numa posição relaxada.

Prevenção

Como a posição do tórax relaxada, evita-se qualquer contracção muscular excessiva de modo para facilitar a respiração e os movimentos cardíacos.

Cabeça

Deve estar centrada e em posição de equilíbrio (relativamente aos ombros e coluna).

Prevenção

O olhar do trabalhador deve fixar-se na direcção da tarefa que está a executar, e o queixo deve estar em ângulo recto com a cabeça. Quando as pessoas “enterram” a cabeça no tórax ou alongam o pescoço para cima, dificultam os movimentos da nuca e pescoço, causando naturalmente tensões que se podem transmitir à coluna.

Ombros

Os ombros devem estar descontraídos, isentos de fontes de tensão.

Prevenção

Qualquer rigidez nesta região pode comprometer a acção dos músculos do tórax e pescoço, interferindo directamente na coluna e consequentemente na capacidade de movimentos do trabalhador. Os ombros deverão encontrar-se numa posição neutra (nem voltados para frente, nem para trás, nem para baixo e muito menos para cima). A rigidez local pode comprometer toda a postura e provocar alguns distúrbios. Para se evitarem algumas lesões (especialmente quando o trabalho envolve posturas estáticas) devem ser feitos alguns exercícios de relaxamento para os ombros e coluna.

Gostaria de ver outras dicas? Ver agora